Gostoso, dia 3

fabiana

No terceiro dia da Mostra de Gostoso os dois curtas eram reprise para mim. Por isso acabei perdendo o curta do coletivo, uma vez que preferi trabalhar numa ideia para o doutorado que rendeu mais do que o maldito mês de outubro inteiro (a demência generalizada que tomou conta do país é a culpada).

Os dois curtas são Catadora de Gente, de Mirela Kruel, e Nova Iorque, de Leo Tabosa. O primeiro encontra uma personagem dos sonhos e assume o formato entrevista acertadamente, fundo negro, tempo para a catadora falar à vontade, inserindo algumas imagens contemplativas, que procuram uma ligação com o que a entrevistada fala. O segundo é mais difícil, e não totalmente bem sucedido. A história do garotinho abandonado cujos sonhos estão à beira de um colapso e da professora que, com a perda da mãe, ruma a São Paulo para tentar o seu sonho, é tocante, mas sentimos que há um certo mal aproveitamento da ideia. A poesia à fórceps faz-nos engasgar um pouco, e Hermila Guedes, uma atriz que já se provou ótima, não está em seu melhor.

O longa da noite dentro da competição nos mostra chavões do cinema brasileiro deste século com algumas variações, insuficientes para resultar em um bom filme. Fabiana, de Bruna Laboissière, sofre muito com as posições de câmera, geralmente mal escolhidas, resultando na tal de sub-martelização que se tornou quase uma regra não dita do jovem cinema brasileiro (os enquadramentos que cortam pessoas propositadamente). Fabiana nasceu homem, mas se vê como mulher, e gosta de mulheres. Tem uma namorada, que a acompanha por vezes na estrada. É um road movie, e os momentos em que a paisagem é mostrada talvez sejam os mais interessantes. Há também aqueles em que Fabiana diz o que pensa, e com isso nos mostra a pessoa interessante que é, justificando parcialmente a escolha. Pena que parte desses momentos é filmada de maneira pobre, sem um pensamento por trás dos quadros. Mais uma vez: pode parecer pouco, mas o descuido formal enfraquece qualquer tipo de registro.

P.S. Esclareço que todos os filmes comentados nesta cobertura estão na competição, exceto os curtas do coletivo Nós do Audiovisual e o longa Ilha.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: