Top 20… de 2009

Enquanto não sei o que fazer com a lista de 2020, e se vai haver mesmo tal lista, segue uma que encontrei no antigo Chip Hazard, infelizmente tirado do ar pelo UOL. É de 16 de janeiro de 2010, com os filmes que estrearam comercialmente em São Paulo durante o ano anterior.

Hoje, obviamente faria algumas mudanças, mas os primeiros lugares me pareceram bem justos. A Troca estaria em posição melhor (que ano para o Clint), Inimigos Públicos mais para baixo e Arrasta-me Para o Inferno mais para cima. Os comentários são da época.

1) Gran Torino, de Clint Eastwood

Christ all friday!!!

2) Amantes (Two Lovers), de James Gray

O melhor filme de um grande diretor.

3) Deixa Ela Entrar (Let the Right One In), de Tomas Alfredson

Eu deixo.

4) Aquele Querido Mês de Agosto, de Miguel Gomes

Uma delícia de filme. Vasco, o mito. 

5) Moscou, de Eduardo Coutinho

A brilhante encruzilhada de uma carreira.

6) Inimigos Públicos (Public Enemy), de Michael Mann

Carne picotada com muita habilidade.

7) Desejo e Perigo (Lust: Caution), de Ang Lee

Carne, carne, carne…

8) As Ervas Daninhas (Les Herbes Folles), de Alain Resnais

Decepcionante, pois não é a obra-prima que eu esperava. Mas é desconcertante. 

9) A Troca (Changelling), de Clint Eastwood

Na revisão cai um pouco, mas tem dois dos 10 melhores momentos do cinema em 2009.

10) Horas de Verão (L’Heure D’Été), de Olivier Assayas

Ocaso de uma geração, rebento de outra.

11) Vocês, os Vivos (Du Levande), de Roy Andersson

Ai, quem é que não gosta de quem só faz o mesmo filme?

12) Bastardos Inglórios (Inglorious Basterds), de Quentin Tarantino 

Pelos dois primeiros capítulos.

13) Arrasta-me Para o Inferno (Drag me to Hell), de Sam Raimi 

Bruxa bem mais assustadora que a de Blair.

14) Inútil (Useless), de Jia Zhang-ke

A brancura estética.

15) O Lutador (The Wrestler), de Darren Aronofsky

“I knew right from the beginning / that you would end up winnin'”

16) Presságio (Knowing), de Alex Proyas

Cage correndo e o mundo derretendo.

17) Aconteceu em Woodstock (Taking Woodstock), de Ang Lee

Bela viagem de ácido.

18) Milk – A Voz da Igualdade (Milk), de Gus Van Sant

A primeira metade é espetacular.

19) A Erva do Rato, de Júlio Bressane

Como aproveitar a persona cinematográfica de Selton Mello.

20) Annabazys, de Joel Pizzini e Paloma Rocha

Estimulante, dá vontade de ver Glauber.

————————————————————

Só entraram na lista filmes que estrearam no circuito comercial de São Paulo durante 2009.

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: